quinta-feira, 9 de outubro de 2008

"O Principezinho"... na perspectiva da Daniela

Trofa, 1 de Outubro de 2008
Olá querida amiga!

Sei que não te escrevo há imenso tempo. As aulas começaram e estou a adorar este novo ano lectivo… Estou a aprender algo de muito importante nas aulas de Língua Portuguesa. Podes não acreditar, mas estou a ler um livro para crianças, embora dedicado a adultos, que dá imensas lições de vida.
Desde sempre que sei que os adultos ignoram a simplicidade e a inocência das crianças, mas nunca iria acreditar se me dissessem que não conseguem entender um carinho, um desenho, uma crítica vinda delas…
Hoje em dia, a sociedade liga muito à aparência das pessoas, não é capaz de perceber que todos nós temos ideias, hábitos e maneiras de vestir diferentes dos outros. Achas isto normal? Imagina que és cientista e descobres uma nova teoria sobre a expansão do Universo e que vais apresentar a teoria a um Congresso Internacional de Astronomia e chegas lá toda "dread" e tal e quê… Os outros cientistas, vendo que não te vestes de maneira formal, nem a tua teoria ouvem, mas, se fosse ao contrário, eram capazes de aplaudir de pé a tua teoria! Como diz no livro: “as pessoas grandes são assim”.
Mas, passando à frente… o livro é muito interessante, fala de tudo um pouco... Olha, até de sentimentos fala!
Pelo que aprendi, nunca devemos deixar que os maus sentimentos se apoderem do nosso coração, mesmo que tenhamos motivos para o mesmo, e que por vezes, confundimos os bons sentimentos com os maus e, em vez de cortarmos os maus sentimentos pela raiz, deixamos de acreditar nos bons.
Já pensaste nas vezes em que magoamos os nossos melhores amigos? Pois eu nunca tinha pensado até ter lido esse capítulo! Nunca pensei que os poderia magoar com um simples “não” … Se alguma vez te magoei, peço desculpa! Às vezes, não sabemos o que fazemos, só pensamos em nós e no nosso bem-estar.
Sabes por que é que te adoro? Imagino que não saibas … Pois bem... é por seres única, por me fazeres chorar, por me fazeres rir, por me fazeres pensar em ti! No nosso dia-a-dia, não damos muita importância a tudo isto, mas devíamos! O livro também fala do amor por uma flor única no mundo que usa os seus espinhos para se defender dos animais.
Bem, o livro é muito bom. Aconselho-te a lê-lo!
Agora vou ter de me despedir. Espero que me respondas brevemente!
Abraços e muitos, muitos beijinhos!

Daniela (9ºC)

2 comentários:

Prof. António disse...

"As aulas começaram e estou a adorar este novo ano lectivo…"

Era bom que todos os professores pudessem dizer o mesmo, mas, infelizmente, não conseguem. E aquilo que ainda fazem, é unicamente por vocês, e pensando no vosso amanhã...

Anónimo disse...

Parabéns!

Esta crítica está excelente!