quinta-feira, 7 de maio de 2009

Ama-me pelo que sou...

Ama-me pelo que sou
Eu não sou rapariga que vês nas revistas
Perfeita pele e perfeito corpo
Nunca serei ninguém, senão eu
Eu consigo sentir as expectativas
Para não sentir nenhuma fantasia
Eu serei o que sou e é do que tu precisas
Ama-me pelo que sou

Eu nunca mudarei nada dentro de mim
Faz-me ser o que queres que eu seja
Faz-me ser algo, alguém
Eu sou feita de imperfeições
E fui eu que criei essa imagem
Ama-me pelo que vês dentro de mim
Ama-me pelo que sou

Ama-me pelo que sou
Mas nunca serei a pessoa que desejavas que fosse
O que tens é o que vês
Nunca poderei ser a mesma que sou

Eu nunca fiz nada para te mudar
Nunca fiz nada para mudar quem és
Tudo o que fiz foi dar-te o meu amor
Eu amo-te por seres tu!

Por isso, ama-me por ser eu…

Ama-me pelo que sou
Não por outra pessoa que não posso ser
O que vês é o que tens
Não poderei ser a mesma pessoa com quem sonhas

Ama-me pelo que sou
Mas não me ames pelo que tento ser…

Carina, 8ºB, nº4

6 comentários:

Luz disse...

Carina
Dorido, profundo, sonoro, verdadeiro, e sentido.
Tem um gostinho a adulto...E tu estás no 8º ano!...
Por isso hoje desejo-te uma vida feliz, com tudo o que mais desejas...
E por favor, nunca te iludas e vive sempre como és!
Luz

IsabelPreto disse...

Carina, concordo com a Luz, pois revelas uma maturidade incrível.
Amar por aquilo que somos, é isso que todos deveriam fazer...a verdadeira beleza está no nosso coração.

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Parabéns, Carina!

Um belo poema recheado de sentido.

Como dizia o principezinho de A.S.E, o essencial é invisível para os olhos.

Quando se ama realmente, o coração é o "dono e senhor" de todos os sentidos.

Catarina disse...

Fantástico, carinazinha. xD

beijinhos da tua amiga Catarina do 8ºB (sim! eu não morri!)

carina disse...

muito obrigada!
um poeta só é poeta quando escreve com sentimento.

Carina, 8ºB

Profª Margarida Rita disse...

Parabéns, Carina.

Continua a "escrever com sentimento" com dizes.É desta "massa" que eles se fazem.
Profª. Margarida Rita