quarta-feira, 6 de maio de 2009

Amo-te...

Elogios… não os ouço;
Beijos… não os saboreio;
Abraços… não os vejo;
Amor… por ti sinto.
Amo-te:
Como a flor que nasce,
Como a água que corre,
Como o vento que assobia,
Como o pássaro que canta.
Amo-te:
Porque a flor vive,
Porque a água me encaminha,
Porque o vento me domina,
Porque o pássaro me alegra.
Amo-te:
Por existires,
Por seres quem és e como és,
Por a tua alma ter cor,
Por o teu coração ter vida.
Amo-te …

Inês Campos, 8ºB, Nº9

5 comentários:

Cristina Bernardes disse...

Parabéns Inês, este teu poema é lindo. Continua a escrever e a desenvolver as tuas competências poéticas.

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Boa tarde, Inês.

Há muito que não nos davas a honra de lermos um poema teu...

Ainda bem que "voltaste" e de que maneira!! Com um belíssimo poema de fazer inveja a qualquer poeta consagrado.

Uma confidência que te vou fazer... :-)Com o apoio do Conselho Executivo, tencionamos publicar, em livro, todos os vossos trabalhos divulgados no Arrumadores, referentes ao ano lectivo 2007/2008.
Se assim for, vais receber também exemplar e vais poder dizer que já tens trabalhos publicados! :-)

Um beijinho*

Inês Campos disse...

Obrigada ... Realmente tenho estado muito parada e deixei de mandar textos, pois o que tenho escrito têm sido desabafos. Mas prometo que voltarei a escrever e estará para breve.

Quando tiver mais algum texto ou poema escrito, prometo mandá-lo.


Beijos (:

BRISADAREOSA disse...

Parabéns, Inês, pelo teu lindo poema.

Estás, com certeza, na idade em que o Cupido começa a lançar-te as primeiras setas :)

Talvez por serem setas, muitas vezes, magoam... Mas, muitas outras,
enchem-nos de alegria!

Profª Margarida Rita disse...

Parabéns, Inês.
Há muito que não lia nada vosso. Agora prometeste voltar. Espero que cumpras.
Está bonito o teu poema. Continua.
Profª Margarida Rita