segunda-feira, 31 de março de 2008

Instante...

Instante

A cena é muda e breve:

Num lameiro,

Um cordeiro

A pastar ao de leve;

Embevecida, a mãe ovelha deixa de remoer;

E a vida

Pára também, a ver.


Miguel Torga

1 comentário:

Profª Eufémia disse...

... e nós paramos também, a ler mais um belo poema de Torga.