sábado, 25 de abril de 2009

Antes que o cravo morra...

Letra para um hino

É possível falar sem um nó na garganta
É possível amar sem que venham proibir
É possível correr sem que seja a fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

É possível andar sem olhar para o chão
É possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros.
Se te apetecer dizer "não" grita comigo: Não.

É possível viver de outro modo.
É possível transformares em arma a tua mão.
É possível o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre livre livre.

Manuel Alegre

2 comentários:

Prof. António disse...

É verdade!

Antes que o cravo morra e nós adormeçamos.

IsabelPreto disse...

Óptima escolha, como sempre!
Manuel Alegre demonstra-nos com este poema a felicidade de ser livre, srm amarras nas mãos ou mordaças na boca.