segunda-feira, 20 de abril de 2009

Com contas feitas de amor...

E a primeira resposta ao nosso apelo chegou célere... Em forma de um belíssimo poema que qualquer mãe adoraria receber!

Com contas feitas de amor

Com contas feitas de tempo,
Fiz um colar
Para te enfeitar.
Com contas de coral que pedi ao mar,
Fiz um rosário
Para contigo rezar.
Com contas feitas de estrelas,
Fiz uma história
Para te eternizar na minha memória.
Com contas feitas de luar
Fiz uma renda sem saber tecer
Para tuas ternas mãos proteger.
Com contas feitas de música,
Fiz a mais bela canção
Para entoar no teu coração.
Com contas feitas de cristal,
Fiz um jardim de mil cores
Para que esqueças as tuas dores.
Com contas feitas de sol,
Fiz um arco-íris perfeito
Para guardar em teu peito.
Com contas feitas de sonhos
Fiz um bordado nas ondas do mar,
Para nele descansares o teu olhar.
Com contas feitas de magia
Fiz uma compra divina, comprei o céu
Para to dar, agora é teu.
Com contas feitas de amor
Fiz poemas e orações também
Para ti, só para ti, minha MÃE.

Profª Margarida Rita

3 comentários:

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Depois deste poema, ficámos sem palavras.
É nestas situações que o silêncio é de oiro...

IsabelPreto disse...

Parabéns, pela iniciativa de prestar homenagem à MÃE...o maior tesouro, que Deus nos deu...e parabéns ao autor deste lindo poema...quão bom seria poder apagar as dores do peito da nossa mãe.

BRISADAREOSA disse...

Está EXCELENTE. Muitos parabéns!