sexta-feira, 4 de julho de 2008

O Búzio...

O BÚZIO

Pus um búzio da praia
na concha do meu ouvido.
Logo ouvi o mar chamar
muito longe, num gemido.

Ó mar...
Ó mar...

Peguei num búzio das águas,
pousado ali na areia.
Ele guardava a canção
secreta duma sereia.

Ó mar...
Ó mar...

É só um búzio das ondas,
todos o julgam vazio.
Mas eu viajo lá dentro
num sonho feito navio.

Ó mar...
Ó mar...

Luísa Ducla Soares

1 comentário:

Profª Eufémia disse...

Este poema faz-me lembrar uma cantilena de criança que dizia: "Eu trouxe da praia um búzio e em cima da mesa o púzio...":):):)

Vou guardá-lo para ler quando estiver na praia.:)