segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Devaneio...

É longo
muito longo
o tempo que nos separa
É grande
muito grande
aquilo que nos amarra
São breves
muito breves
os segundos que partilhamos
São lindas
muito lindas
as palavras que trocamos
São negros
muito negros
os dias de solidão
São risonhos
mui risonhos
os dias que aí virão
A minha na tua mão...

1 comentário:

Prof. Aristides disse...

"São risonhos
mui risonhos
os dias que aí virão"

Temos de acreditar no futuro. Não concordo com os que dizem que um pessimista é um optimista bem informado...