terça-feira, 11 de novembro de 2008

Eu sou assim...


Chamo-me Inês Paiva Mendonça, como é óbvio, pelo que acabaram de ler! Tenho 11 anos e frequento a turma I do 6º ano da Escola EB23 Professor Napoleão Sousa Marques, na Trofa. Tenho uma irmã com 20 anos. Sou perfeitamente normal: cabelos compridos e castanhos, olhos negros, magra e estatura média.

Sou uma menina feliz! Tenho uma família óptima, tenho amigos, e não me falta nada.
Adoro brincar com a minha prima Teresa, aos fins -de -semana. Também gosto muito de ir de férias par a sítios que não conheço, não é preciso que seja nada de especial, apenas que tenha uma piscina ou uma praia para eu mergulhar.
Gosto de tudo de bom na vida: dançar, cantar, brincar, andar de patins, nadar, roupas bonitas, mas também gosto muito de ler.
Sou muito vaidosa e gosto de imitar a minha mãe, mas sei que a vida não é só isto. Por isso, estudo e empenho-me nos trabalhos para a escola. A minha mãe diz que esse é o meu “trabalho”: só tenho que estudar e respeitar os meus colegas e professores.
Como diz o ditado: “Amor, com amor se paga”. Logo, os meus pais dão-me tudo de bom, em troca, só posso oferecer-lhes as minhas atitudes (bom comportamento) e as minhas notas (bom aproveitamento). Até agora, não me tenho dado mal com isso. Sou organizada, tenho os meus cadernos limpos e com todos os registos, faço sempre os meus trabalhos de casa e tento, sempre, ser correcta.
Sou sonhadora: gostava de aprender música (flauta transversal, piano ou violino), dança, teatro, e participar em concursos de moda.
Se eu fosse uma cor seria azul, cor do meu clube, do mar e do céu…
Se eu fosse um animal seria uma Joaninha: nome da minha irmã, fofinha, pequenina e voadora… para chegar ao céu!
Se eu fosse uma heroína seria a Kim Possible: virar-me-ia do avesso, faria piruetas e até mortais, para vencer os vilões.
Se eu fosse professora seria como a minha mãe. Muito exigente, mas também muito amiga dos alunos: todos querem ir lá a casa.
Se eu fosse uma ave seria um canário: gosto dos animais pequenos e frágeis, com ar doce, só não gostaria de estar presa numa gaiola.

2 comentários:

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Parabéns, Inês!

Linda por fora e por dentro. :-)

Um orgulho para os pais e para os professores!

Nunca percas os "valores" preciosos que possuis e... serás sempre feliz! :-)

Um beijo grande*

Prof. Cipriano disse...

És assim e ficas assim muito bem, Inês... :)

Parabéns