terça-feira, 8 de abril de 2008

A Velha Amendoeira...

Junto a um muro velho
A uma casa ruída
A velha amendoeira diz que não
À morte
E fica
De repente
Menina e noiva
Ao mesmo tempo.
O vento ri-se dela
Arranca-lhe as pétalas
Mas são tantas que não se nota
Escarnece-a:
- "És uma velha louca de véu e grinalda!"
Para enxotar os insultos machistas do velho Vento
Acudo-lhe com estes versos:
- "Não ligues! É inveja!
Estás tão linda assim de noiva, avozinha!"

Teresa Rita Lopes

2 comentários:

Profª Eufémia disse...

Gostava de saber quem é o(a) investigador(a) que descobre textos tão deliciosos como este...

Prof. António disse...

"Estás tão linda assim de noiva, avozinha!"

Para apreciarmos estas pérolas, valeu a pena termos ido à escola.