segunda-feira, 9 de junho de 2008

Fazes-me falta...


Fazes-me falta:

observo estes sinais de ausência
a pulsar no coração tardio
atropelo saudades de distância
...e há um choro de água
no poema vazio.

Maria A. C. Homem

2 comentários:

Prof. Silva Neves disse...

Como ficar indiferente perante uma preciosidade destas?

Também eu sei o que é sentir a falta de alguém. Por isso adorei este poema!

Parabéns pela escolha

Prof. Aristides disse...

Penso que esta Maria Aurora Carvalho Homem é filha de um antigo professor meu, Dr. Carvalho Homem, a qual uma vez, numa aula de substituição, depois de eu ter recitado o Cântico Negro do José Régio, me ofereceu o "Estudante Alsaciano", um poema sobre os estudantes no tempo da ditadura.

Parabéns pela escolha!