segunda-feira, 26 de maio de 2008

As Fadas...

As Fadas

As fadas... eu creio nelas!

Umas são moças e belas,

Outras, velhas de pasmar...

Umas vivem nos rochedos,

Outras, pelos arvoredos,

Outras, à beira do mar...



Algumas em fonte fria

Escondem-se enquanto é dia,

Saem só ao escurecer...

Outras, debaixo da terra,

Nas grutas verdes da serra,

É que se vão esconder...

Antero de Quental

4 comentários:

Profª Eufémia disse...

É bom acreditar nelas...

Protegem-nos no presente e do futuro.
E, ainda, das bruxas...;)

Para além, naturalmente, de se apresentarem em lindas formas de mulher com asas de borboleta.

Convém termos sempre uma fada na nossa vida que nos toque com a sua varinha de condão quando mais necessitamos.

Maria Fernanda disse...

Hoje, passei três horas numa rua com o nome deste percursor das ideias socialistas em Portugal. Malfadado tempo :)...

E agora vou ficar aqui mais uns minutos :)

Claro que adorei o poema.

Prof. Máximo Afonso disse...

Parabéns por mais este belo poema

Anónimo disse...

Olá,
Meu nome é Isadora eu tenho 11 anos e acredito muito em fadas aqui na minha casa tem um lote muito grande e cheio de árvores e grama verdinha vcs acham q é possivel ter algumas mini-fadas aqui?
Bjs