terça-feira, 20 de maio de 2008

A Solidão...

A Solidão

A solidão é estares sozinho
É pensar que o mundo te odeia
É ter amigos mas nem lhes falar
É ter medo de os encontrar
É pensar porque és assim
Um mundo sem princípio nem fim
É o vazio em ti
É ver os outros e pensar que são melhores.
Mas tens de pensar que és como eles
Só tens medo de o mostrar
Abre-te e mostra quem és
Só assim nunca mais voltarás a ser só.

Joana Francisca, Nº12, 7ºB

7 comentários:

Profª Matilde disse...

Lindo poema, Joana, a revelar as pequenas angústias da tua idade. É natural.

E confia em ti, pois amar-se a si próprio é começar um romance para o resto da vida.

Parabéns.

Anónimo disse...

parabéns Joana Francisca o teu poema esta 5 estrelas

Maria Fernanda disse...

Descobri este blog por acaso. Também tenho uma filha em idade escolar e, por isso, vou passar a ser uma frequentadora deste espaço. Pelo que vi até agora, achei excelente.

Quanto a este poema, não o acho 5 estrelas... acho-o uma verdadeira galáxia. Parabéns, Francisca.

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Parabéns, Joana Francisca!

O teu poema está lindo!
E a mensagem tão real, tão verdadeira vai ajudar quem tiver problemas de solidão.

Obrigada por teres partilhado connosco as tuas palavras.

Prof. Tertuliano disse...

Bem vinda a este espaço, D.Fernanda. Afinal, nem só de professores vive o ensino.

Profª Eufémia disse...

Parabéns Joana !

Queremos mais:-)

Anónimo disse...

Olá Joana

Na tua idade é mesmo assim, "um mundo sem princípio nem fim", continua e "abre-te cada vez mais". Eu tinha razão quando no 5º ano te dizia :"- vamos ter poetisa!"
Continua. Um beijinho da tua ex-professora
Margarida Rita