quarta-feira, 7 de maio de 2008

E VIVA A PRAIA! - Capítulo I

Era o último dia de férias em Las Vegas e Bisa, Manidine e Mipami aproveitavam ao máximo a praia que estava óptima devido ao calor intenso e à água fresquinha.
Bisa, farta de estar deitada na areia, virou-se para os seus amigos e perguntou:
- Não querem dar um mergulho? Estou farta de estar aqui sem fazer nada. Vamos fazer qualquer coisa.
- Mas, Bisa, o sol está muito forte. Acho que não queres apanhar um escaldão no último dia de férias.
- Pois, tens razão, Mipami – concordou Bisa.
- E, que tal, se jogássemos às cartas? – sugeriu Manidine.
- Boa! – exclamou Bisa.
- Excelente ideia! – exclamou Mipami – Então vamos começar. Quem trouxe as cartas? Eu não as trouxe. Esqueci-me delas em casa – informou ele.
- Pois… eu também não tenho – declarou Bisa.
- Eu também não as trouxe – disse, tristonha, Manidine – Mas podemos fazer outra coisa. E ,que tal, se fôssemos até minha casa, para a piscina? – inquiriu Manidine.
- Boa ideia! Mas, se podemos ir para a tua piscina, que é exterior, também podemos ir para o mar, pois estamos sujeitos a apanhar um escaldão em qualquer um desses sítios. São ambos ao ar livre! – exclamou Mipami.
- Quem disse isso? Eu também tenho piscina interior e esta é aquecida – informou Manidine.
De repente, ouviu-se um forte barulho e todos deram um salto. Daí a nada, já estava a chuviscar.
- Oh! E agora o que fazemos? O nosso último dia de férias está estragado – declarou Bisa, muito desanimada.
- Não, não está – contrapôs Mipami – Agora já podemos sair desta tenda. Podemos ir “rebolar” pela areia.
- Boa! És o máximo, Mipami – elogiou Bisa.
- E viva a praia! – gritaram as três amigos em coro.
Passou-se uma hora…e outra…e outra…e todos eles estavam bastante divertidos a brincar à chuva que nem se aperceberam da chegada das suas mães, que estavam preocupadíssimas com eles, pois estes já tinham saído de casa há 7 horas.
- Meninos! Já para casa! Ainda vão ficar doentes por andarem aí à chuva e amanhã começam as aulas! – exclamaram as três mães muito aborrecidas.
- Ok, mamã! Mas então eles podem vir para nossa casa? Vá lá! Eles vão buscar as suas coisas para dormirem lá e trazem também as coisas para a escola. Assim, dormem lá e, depois, amanhã, vamos os três juntos para a escola. Vá lá, mãe, por favor! – suplicou Manidine à sua mãe.
- Está bem. Se as suas mães deles deixarem pode ser. Eu concordo.
- Obrigada, mãe.
Depois de estar tudo combinado, Bisa e Mipami foram às suas casas buscar tudo o que precisavam e depois foram ter a casa da Manidine.
Passaram lá à noite e, no dia seguinte, foram para a escola, os três juntos.

Inês Campos, 7ºB, Nº10

3 comentários:

Profª Matilde disse...

Linda conto, Inês.

Podes (e deves) continuar.

Parabéns.

InÊs disse...

obrigada!!!

não quero demonstrar "rivalidade" para com a Catarina que tem andado a escrever "sweet Angels" sendo ela da minha turma, mas tanto eu como ela gostamos muito de escrever e ... temos muita criatividade e imaginação!!!

Ah!!! o próximo capítulo já está a ser escrito!!!

bj Inês

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Boa noite, Inês.

Como já referimos no post anterior, a tua história começa muito bem. :-)

Bem... o 7ºB é pródigo em escritoras!

Que inveja, prof. Paulo Alves! :-)

Parabéns, Inês!